Oficina Pé de Palavra chega em Rifaina nesta Sexta 21/7 às 9h na casa da Cultura

Oficina pé de Palavra é dirigida por José Paulo, também conhecido como P.MC ou Professor Pê. Ele que atua na área da educação social, com experiência voltada à juventude que sofre com a exclusão e vulnerabilidade. Participou, ainda, da construção das bases do Hip-Hop Nacional nos anos 80.

Graduado em pedagogia, o professor Pê vem desenvolvendo ao longo dos anos uma metodologia própria, híbrida da pedagogia acadêmica e da prática como educador social, utilizando a linguagem da cultura Hip-Hop como um instrumento de aproximação e comunicação com os jovens.

Lançou recentemente o projeto “Pé de Palavras” com o parceiro Dehco Wanlu. O trabalho traz um Hip-Hop alegre, envolvendo o público juvenil em fase de alfabetização.

Em Juiz de Fora, atualmente participa do projeto “Coletivo Vozes da Rua”, que utiliza a cultura Hip-Hop como instrumento capaz de agregar jovens e promover transformações sociais.

10271274_793729194067782_3877513542379018642_o

Nascido em Juiz de Fora (MG), foi em meados aos anos 80 que P.MC identifica-se com a cultura Hip-Hop. Organiza encontros no calçadão da Rua Halfeld, em frente ao “Cine-teatro Central”, local frequentado por adeptos e simpatizantes da cultura Hip-Hop da época. Vindo da região do Ipiranga/Bela Aurora, lado sul da cidade, nota-se em sua fala e em seus versos, a voz grave e o sotaque mineiro resistente e discreto. Absorveu o ritmo, a dança e a poesia do Rap em meio a esse cenário essencialmente urbano.

No final dos anos 80, P.MC começa a criar suas primeiras composições, iniciando sua carreira no mundo do Hip-Hop. A partir daí, lança diversos trabalhos:

1991 – Em São Paulo, capital do Hip-Hop no Brasil, se envolve com DJ’s, dançarinos, grafiteiros e MC’s no Metrô São Bento e na região leste da cidade, participando de encontros, reuniões, mobilizações e shows.

1993 – Participa da coletânea “União – Break-Rap”

1995 – Lança o primeiro álbum: “P. MC – Poetas de Rua”

1996 – Lança o segundo álbum: “Sociedade Decadente”

1997 – Com o parceiro mineiro DJ Dehco, lança o álbum “Identidade”

1999/2000 – Cria o grupo Jigaboo, e renovando sua poética junto a seus parceiros DJ Dehco e Rapper Suave, lançam o álbum “As aparências enganam”

2004 – Lança o álbum solo “Meu Rap é Assim”

2005/2014 – P.MC passa por algumas cidades brasileiras cantando diversos de seus clássicos do Rap nacional. Participa, ainda, de encontros de formação de educadores, utilizando a cultura Hip-Hop como ferramenta.

2014 – Lança o projeto “Pé de Palavra”. Composto por um CD e uma revista (que servem de suporte para oficinas), o projeto destina-se ao público juvenil em fase de alfabetização.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s